segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Eu que pensei que ja tinha visto de tudo

Vídeo de partido catalão mostra jovem tendo 'orgasmo' ao votar

Vídeo de ala de partido destaca que 'votar é um prazer'.
Objetivo é mobilizar jovens a votar no candidato do PSC.


A Juventude Socialista da Catalunha (JSC) lançou um vídeo que compara o ato de votar com um orgasmo. A ala jovem do Partido Socialista da Catalunha (PSC) tenta mobilizar os jovens a votar  em seu candidato à reeleição à presidência do governo autônomo catalão, José Montilla.
Jovem tem um orgasmo ao introduzir o voto em uma urna.Jovem tem um 'orgasmo' ao introduzir o voto em uma urna.
Veja o video aqui:Orgasmo ao votar

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

HIP HOP um pouco da sua Historia

O hip hop (também referido como hip-hop) é uma cultura artística que iniciou-se durante a década de 1970 nas áreas centrais de comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas da cidade de Nova Iorque. Afrika Bambaataa, reconhecido como o criador oficial do movimento, estabeleceu quatro pilares essenciais na cultura hip hop: o rap, o DJing, a breakdance e a escrita do grafite. Outros elementos incluem a moda hip hop e as gírias.

Desde quando emergiu primeiramente no South Bronx, a cultura hip hop se espalhou por todo o mundo.No momento em que o hip hop surgiu, a base concentrava-se nos disc jockeys que criavam batidas rítmicas para pausas "loop" (pequenos trechos de música com ênfase em repetições) em dois turntables, que atualmente é referido como sampling. Posteriormente, foi acompanhada pelo rap, identificado como um estilo musical de ritmo e poesia, com uma técnica vocal diferente para utilizar dos efeitos dos DJs.Junto com isto surgiram formas diferentes de danças improvisadas, como a breakdance, o popping e o locking.

A relação entre o grafite e a cultura hip hop surgiu quando novas formas de pintura foram sendo realizadas em áreas onde a prática dos outros três pilares do hip hop eram frequentes, com uma forte sobreposição entre escritores de grafite e de quem praticava os outros elementos.

Etimologia

O termo "hip" é usado no Inglês vernáculo afro-americano (AAVE) desde 1898, onde significa algo atual, que está acontecendo no momento; e "hop" refere-se ao movimento de dança. Keith "Cowboy" Wiggins e Grandmaster Flash são creditados com a primeira aplicação do termo hip hop, em 1978, ao mesmo tempo que Flash provocava um amigo que acabava de ingressar ao Exército dos Estados Unidos, proferindo as palavras "hip/hop/hip/hop", imitando a cadência rítmica dos soldados. Mais tarde, Cowboy classificou a cadência uma das atividades para um MC fazer no palco. Como os grupos frequentemente eram compostos por um DJ e um rapper, os artistas foram chamados de "hip-hoppers". O nome originalmente foi concebido como um sinal de desrespeito, mas logo veio a identificar-se com esta nova forma de música e cultura.

As canções "Rapper's Delight", do grupo Sugarhill Gang e "Superrappin'", de Grandmaster Flash foram lançadas em 1979 e obtiveram um alto sucesso. Dois anos depois, Lovebug Starski, DJ do Bronx, lançou um single intitulado "The Positive Life", com referências a rappers. Então, DJ Hollywood utilizou o termo para se referir a um novo estilo de música, chamado rap. O pioneiro do hip hop Afrika Bambaataa reconhece Starski como a primeira pessoa a utilizar o termo "hip hop", para se referir à esta cultura.

História

O hip-hop emergiu em meados da década de 1970 nos subúrbios negros e latinos de Nova Iorque. Estes subúrbios, verdadeiros guetos, enfrentavam diversos problemas de ordem social como pobreza, violência, racismo, tráfico de drogas, carência de infra-estrutura e de educação, entre outros. Os jovens encontravam na rua o único espaço de lazer, e geralmente entravam num sistema de gangues, as quais se confrontavam de maneira violenta na luta pelo domínio territorial. As gangues funcionavam como um sistema opressor dentro das próprias periferias - quem fazia parte de algumas das gangues, ou quem estava de fora, sempre conhecia os territórios e as regras impostas por elas,devendo segui-las rigidamente.

Esses bairros eram essencialmente habitados por imigrantes do Caribe, vindos principalmente da Jamaica. Por lá existiam festas de rua com equipamentos sonoros ou carros de som muito possantes chamados de Sound System (carros equipados com equipamentos de som, parecidos com trios elétricos). Os Sound System foram levados para o Bronx, um dos bairros de Nova Iorque de maioria negra, pelo DJ Kool Herc, que com doze anos migrou para os Estados Unidos com sua família. Foi Herc quem introduziu o Toast (modo de cantar com levadas bem fraseadas e rimas bem feitas, muitas vezes bem politizadas e outras banais e sexuais, cantadas em cima de reggae instrumental), que daria origem ao rap.

Neste contexto, nasciam diferentes manifestações artísticas de rua, formas próprias, dos jovens ligados àquele movimento, de se fazer música, dança, poesia e pintura. Os DJs Afrika Bambaataa, Kool Herc e Grand Master Flash, GrandWizard Theodore, GrandMixer DST (hoje DXT), Holywood e Pete Jones, entre outros, observaram e participaram destas expressões de rua, e começaram a organizar festas nas quais estas manifestações tinham espaço - assim nasceram as Block Parties.

As gangues foram encontrando naquelas novas formas de arte uma maneira de canalizar a violência em que viviam submersas, e passaram a freqüentar as festas e dançar break, competir com passos de dança e não mais com armas. Essa foi a proposta de Afrika Bambaataa, considerado hoje o padrinho da cultura hip-hop, o idealizador da junção dos elementos, criador do termo hip-hop e por anos tido como "master of records" (mestre dos discos), por sua vasta coleção de discos de vinil.

DJ Hollywood foi um DJ de grande importância para o movimento. Apesar de tocar ritmos mais pop como a discoteca, foi o primeiro a introduzir em suas festas MCs que animavam com rimas e frases que deram início ao rap. Os MCs passaram a fazer discursos rimados sobre a comunidade, à festa e outros aspectos da vida cotidiana. Taki 183, o grande mestre do Pixo, fez uma revolução em Nova Iorque ao lançar suas "Tags" (assinaturas) por toda cidade, sendo noticiado até no New York Times à época. Depois dele vieram Blade, Zephyr, Seen, Dondi, Futura 2000, Lady Pink, Phase 2, entre outros.

Em 12 de novembro de 1973 foi criada a primeira organização que tinha em seus interesses o hip hop, cuja sede estava situada no bairro do Bronx. A Zulu Nation tem como objetivo acabar com os vários problemas dos jovens dos subúrbios, especialmente a violência. Começaram a organizar "batalhas" não violentas entre gangues com um objetivo pacificador. As batalhas consistiam em uma competição artística.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Replicando


Prazeres Canibais...

Prazeres Canibais...

Meu corpo tem fome do teu
Desejo-te com a ânsia dos esfomeados
Enche minhas mãos com a carne da luxúria
Entorpece meus sentidos com o perfume do desejo
Alimenta-me com teu prazer enquanto devoras o meu
Vem... Entrega-te com a honestidade do animal no cio
Devoremo-nos com ternura e selvageria

Aquece tua alma no calor de meu sangue
Incendeia meu sangue na fogueira de tua carne
Tenho-te fome
A fome encarnada da volúpia
A gula do pecado sem culpa
Cavalgando no arquear demoníaco de tuas ancas
Rumo às estâncias dos prazeres ansiados

Tudo se resume a isso...
A esse grito... A essa fome...
Esse querer destemperado...
Sem disfarce...
Que crucia, aflige... Consome...
Me come...
... Agora, antes que esfrie.

(AtsocErdnaxelA)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

HQ sobre o Alquimista

Uma versão em quadrinhos do livro "O alquimista", de Paulo Coelho, será lançada no mercado norte-americano no segundo semestre deste ano. A graphic novel sairá pelo selo Sea Lion, ligado ao grupo Harper Collins, e tem desenhos de Daniel Sampere, de "Vampirella".
O escritor brasileiro revelou as primeiras páginas da HQ. Veja abaixo:
Imagem de uma das páginas da versão em quadrinhos do livro 'O
 alquimista', de Paulo CoelhoVersões com o lápis de Daniel Sampere e arte-final de uma página da HQ 'O alquimista', de Paulo Coelho (Foto: Divulgação /Sea Lion Books)
Imagem de uma das páginas da versão em quadrinhos do livro 'O
 alquimista', de Paulo Coelho 
Duas etapas da crianção da graphic novel 'O alquimista', de Paulo Coelho (Foto: Divulgação/Sea Lion Books)
"O alquimista" conta a história de Santiago, um jovem pastor da Andaluzia que viaja em busca de um tesouro desde a Espanha até o Egito. Em sua jornada, repleta de ensinamentos, ele tem um encontro mágico e revelador com o alquimista.
"Sentimos que com uma graphic novel de 'O alquimista' poderíamos atingir um outro público que normalmente não se interessaria pelo livro", declarou Derek Ruiz, vice-presidente da Sea Lion Books, em mensagem reproduzida no blog de Paulo Coelho. "Trabalhar [nesse projeto] tem sido uma busca e aproximação de minha própria lenda pessoal. Espero que gostem do que estamos fazendo", completou.
Lançado há mais de 20 anos, "O alquimista" já ultrapassou 30 milhões de cópias vendidas em todo o mundo. O romance também deve ganhar uma adaptação para o cinema, produzida pelos irmãos Weinstein e dirigida por Lawrence Fishburne.
Com mais de 150 milhões de livros vendidos em todo o mundo, Coelho é o autor de língua portuguesa mais popular da atualidade. Entre suas outras obras estão "Onze minutos" (2003) e "A bruxa de Portobello" (2006). Seu último romance publicado foi "O vencedor está só", de 2008.
fonte: www.g1.com.br

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Livro Desassossego


De repente, como se um destino médico me houvesse operado de uma cegueira antiga com grandes resultados súbitos, ergo a cabeça, da minha vida anónima, para o conhecimento claro de como existo. E vejo que tudo quanto tenho feito, tudo quanto tenho pensado, tudo quanto tenho sido, é uma espécie de engano e de loucura. Maravilho-me do que consegui não ver. Estranho quanto fui e que vejo que afinal não sou.



Olho, como numa extensão ao sol que rompe nuvens, a minha vida passada; e noto, com um pasmo metafísico, como todos os meus gestos mais certos, as minhas ideias mais claras, e os meus propósitos mais lógicos, não foram, afinal, mais que bebedeira nata, loucura natural, grande desconhecimento. Nem sequer representei.
Representaram-me. Fui, não o actor, mas os gestos dele.
Tudo quanto tenho feito, pensado, sido, é uma soma de subordinações, ou a um ente falso que julguei meu, por que agi dele para fora, ou de um peso de circunstâncias que supus ser o ar que respirava. Sou, neste momento de ver, um solitário súbito, que se reconhece desterrado onde se encontrou sempre cidadão. No mais íntimo do que pensei não fui eu.
Vem-me, então, um terror sarcástico da vida, um desalento que passa os limites da minha individualidade consciente. Sei que fui erro e descaminho, que nunca vivi, que existi somente porque enchi tempo com consciência e pensamento. E a minha sensação de mim é a de quem acorda depois de um sono cheio de sonhos reais, ou a de quem é liberto, por um terramoto, da luz pouca do cárcere a que se habituara.
Pesa-me, realmente me pesa, como uma condenação a conhecer, esta noção repentina da minha individualidade verdadeira, dessa que andou sempre viajando sonolentamente entre o que sente e o que vê.

É tão difícil descrever o que se sente quando se sente que realmente se existe, e que a alma é uma entidade real, que não sei quais são as palavras humanas com que possa defini-lo. Não sei se estou com febre, como sinto, se deixei de ter a febre de ser dormidor da vida. Sim, repito, sou como um viajante que de repente se encontre numa vila estranha sem saber como ali chegou; e ocorrem-me esses casos dos que perdem a memória, e são outros durante muito tempo. Fui outro durante muito tempo - desde a nascença e a consciência -, e acordo agora no meio da ponte, debruçado sobre o rio, e sabendo que existo mais firmemente do que fui até aqui. Mas a cidade é-me incógnita, as ruas novas, e o mal sem cura. Espero, pois, debruçado sobre a ponte, que me passe a verdade, e eu me restabeleça nulo e fictício, inteligente e natural.
Foi um momento, e já passou. Já vejo os móveis que me cercam, os desenhos do papel velho das paredes, o sol pelas vidraças poeirentas. Vi a verdade um momento. Fui um momento, com consciência, o que os grandes homens são com a vida. Recordo-lhes os actos e as palavras, e não sei se não foram também tentados vencedoramente pelo Demónio da Realidade. Não saber de si é viver. Saber mal de si é pensar. Saber de si, de repente, como neste momento lustral, é ter subitamente a noção da mónada íntima, da palavra mágica da alma. Mas essa luz súbita cresta tudo, consume tudo. Deixa-nos nus até de nós.

Foi só um momento, e vi-me. Depois já não sei sequer dizer o que fui. E, por fim, tenho sono, porque, não sei porquê, acho que o sentido é dormir.
Bernardo Soares em O Livro do Desassossego

terça-feira, 25 de maio de 2010

(Folha de São Paulo - 03/12/2009) O primeiro milagre do heliocentrismo

por Hélio Schwartsman 

Eu, Claudio Angelo, editor de Ciência da Folha, e Rafael Garcia, repórter do jornal, decidimos abrir uma igreja. Com o auxílio técnico do departamento Jurídico da Folha e do escritório Rodrigues Barbosa, Mac Dowell de Figueiredo Gasparian Advogados, fizemo-lo. Precisamos apenas de R$ 418,42 em taxas e emolumentos e de cinco dias úteis (não consecutivos) . É tudo muito simples. Não existem requisitos teológicos ou doutrinários para criar um culto religioso. Tampouco se exige número mínimo de fiéis.

Com o registro da Igreja Heliocêntrica do Sagrado EvangÉlio e seu CNPJ, pudemos abrir uma conta bancária na qual realizamos aplicações financeiras isentas de IR e IOF. Mas esses não são os únicos benefícios fiscais da empreitada. Nos termos do artigo 150 da Constituição, templos de qualquer culto são imunes a todos os impostos que incidam sobre o patrimônio, a renda ou os serviços relacionados com suas finalidades essenciais, as quais são definidas pelos próprios criadores. Ou seja, se levássemos a coisa adiante, poderíamos nos livrar de IPVA, IPTU, ISS, ITR e vários outros "Is" de bens colocados em nome da igreja.
Há também vantagens extratributárias. Os templos são livres para se organizarem como bem entenderem, o que inclui escolher seus sacerdotes. Uma vez ungidos, eles adquirem privilégios como a isenção do serviço militar obrigatório (já sagrei meus filhos Ian e David ministros religiosos) e direito a prisão especial.

VEJAM MAIS EXEMPLOS EM:
- Igreja da Água Abençoada

- Igreja Adventista da Sétima Reforma Divina
- Igreja da Bênção Mundial Fogo de Poder
- Congregação Anti-Blasfêmias
- Igreja Chave do Éden
- Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta (????)
- Igreja Batista Incêndio de Bênçãos
- Igreja Batista Ô Glória!
- Congregação Passo para o Futuro
- Igreja Explosão da Fé
- Igreja Pedra Viva
- Comunidade do Coração Reciclado
- Igreja Evangélica Missão Celestial Pentecostal
- Cruzada de Emoções
- Igreja C.R.B. (Cortina Repleta de Bênçãos)
- Congregação Plena Paz Amando a Todos
- Igreja A Fé de Gideão
- Igreja Aceita a Jesus
- Igreja Pentecostal Jesus Nasceu em Belém (do Pará?????)
- Igreja Evangélica Pentecostal Labareda de Fogo
- Congregação J. A. T. (Jesus Ama a Todos)
- Igreja Evangélica Pentecostal a Última Embarcação Para Cristo (quem perder vai ficar!!!)
- Igreja Pentecostal Uma Porta para a Salvação
- Comunidade Arqueiros de Cristo
- Igreja Automotiva do Fogo Sagrado
- Igreja Batista A Paz do Senhor e Anti-Globo
- Assembléia de Deus do Pai, do Filho e do Espírito Santo
- Igreja Palma da Mão de Cristo
- Igreja Menina dos Olhos de Deus
- Igreja Pentecostal Vale de Bênçãos
- Associação Evangélica Fiel Até Debaixo D’Água (Corinthiano? ??????)
- Igreja Batista Ponte para o Céu
- Igreja Pentecostal do Fogo Azul
- Comunidade Evangélica Shalom Adonai, Cristo!
- Igreja da Cruz Erguida para o Bem das Almas
- Cruzada Evangélica do Pastor Waldevino Coelho, a Sumidade
- Igreja Filho do Varão (Opa!!! Se puxar o pai vai se dar bem!!!!)
- Igreja da Oração Eficiente
- Igreja da Pomba Branca
- Igreja Socorista Evangélica
- Igreja ‘A’ de Amor
- Cruzada do Poder Pleno e Misterioso
- Igreja do Amor Maior que Outra Força
- Igreja Dekanthalabassi
- Igreja dos Bons Artifícios
- Igreja Cristo é Show
- Igreja dos Habitantes de Dabir
- Igreja ‘Eu Sou a Porta’
- Cruzada Evangélica do Ministério de Jeová, Deus do Fogo
- Igreja da Bênção Mundial
- Igreja das Sete Trombetas do Apocalipse
- Igreja Barco da Salvação
- Igreja Pentecostal do Pastor Sassá
- Igreja Sinais e Prodígios
- Igreja de Deus da Profecia no Brasil e América do Sul
- Igreja do Manto Branco
- Igreja Caverna de Adulão
- Igreja Este Brasil é Adventista
- Igreja E..T.Q.B (Eu Também Quero a Bênção) (????????)
- Igreja Evangélica Florzinha de Jesus
- Igreja Cenáculo de Oração Jesus Está Voltando
- Ministério Eis-me Aqui
- Igreja Evangélica Pentecostal Creio Eu na Bíblia
- Igreja Evangélica A Última Trombeta Soará
- Igreja de Deus Assembléia dos Anciãos
- Igreja Evangélica Facho de Luz
- Igreja Batista Renovada Lugar Forte
- Igreja Atual dos Últimos Dias
- Igreja Jesus Está Voltando, Prepara-te
- Ministério Apascenta as Minhas Ovelhas
- Igreja Evangélica Bola de Neve
- Igreja Evangélica Adão é o Homem
- Igreja Evangélica Batista Barranco Sagrado
- Ministério Maravilhas de Deus
- Igreja Evangélica Fonte de Milagres
- Comunidade Porta das Ovelhas
- Igreja Pentecostal Jesus Vem, Você Fica (Você senta, Jesus levanta????)
- Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo
- Igreja Evangélica Luz no Escuro
- Igreja Evangélica O Senhor Vem no Fim (Só no fim?????)
- Igreja Pentecostal Planeta Cristo
- Igreja Evangélica dos Hinos Maravilhosos
- Igreja Evangélica Pentecostal da Bênção Ininterrupta
- Assembléia de Deus Batista A Cobrinha de Moisés
- Assembléia de Deus Fonte Santa em Biscoitão
- “Igreija” Evangélica Muçulmana Javé é Pai
- Igreja Abre-te-Sésamo
- Igreja Assembléia de Deus Adventista Romaria do Povo de Deus
- Igreja Bailarinas da Valsa Divina
- Igreja Batista Floresta Encantada
- Igreja da Bênção Mundial Pegando Fogo do Poder
- Igreja do Louvre
- Igreja ETQB, Eu Também Quero a Bênção
- Igreja Evangélica Batalha dos Deuses
- Igreja Evangélica do Pastor Paulo Andrade, O Homem que Vive sem Pecados (é o Cristo em pessoa!!)
- Igreja Evangélica Idolatria ao Deus Maior
- Igreja MTV, Manto da Ternura em Vida
- Igreja Pentecostal Marilyn Monroe (???????)
- Igreja Quadrangular O Mundo É Redondo
- Igreja Evangélica Florzinha de Jesus (Londrina -PR)
- Igreja Pentecostal Trombeta de Deus (Samambaia -DF)
- Igreja Pentecostal Alarido de Deus (Anápolis -GO)
- Igreja pentecostal Esconderijo do Altíssimo (Anápolis -GO)
- Igreja Batista Coluna de Fogo (Belo Horizonte -MG)
- Igreja de Deus que se Reúne nas Casas (Itaúna -MG)
- Igreja Evangélica Pentecostal a Volta do Grande Rei (Poços de Caldas -MG)
- Igreja Evangélica Pentecostal Creio Eu na Bíblia (Uberlândia - MG)
- Igreja Evangélica a Última Trombeta Soará (Contagem -MG)
- Igreja Evangélica Pentecostal Sinal da Volta de Cristo (Três Lagoas -MS)
- Igreja Evangélica Assembléia dos Primogênitos (João Pessoa -PB)
- Ministério Favos de Mel (Rio de Janeiro -RJ)
- Assembléia de Deus com Doutrinas e sem Costumes (Rio de Janeiro -RJ)
--------- --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
Rir ou chorar? Qual a intenção, origem e motivação por trás de tanta “diversidade”?

segunda-feira, 24 de maio de 2010

PIADAS INFAMES

O que é um pontinho verde na cama?
- Uma ervilhinha dormindo.

Um caminhão da Yakult derrapa na pista, bate no guard-rail e cai na ribanceira. O que aconteceu?
- Os lactobacilos morreram.

Uma família se perde na selva. Após 40 dias, encontram um lago. Todos tomam um banho, menos a avó. Passados mais 40 dias, encontram um rio. Novamente todos tomam banho, menos a avó. Qual é o nome do filme?
- A Vó tá imunda em 80 dias.
Como o Mc Gyver sai do deserto só com uma cenoura ?
- Ele pega a vitamina da cenoura, separa a vita da mina, explode a mina, então acontece um terremoto que separa a terra da moto, aí ele pega a moto e vai embora.

Você sabe por que o elefante usa óculos vermelhos?

- Para vermelhor.
E por que o elefante usa óculos verdes?
- Para verde longe.
E por que o elefante usa óculos marrons?
- Para ver marrom menos.

O que o ajinomoto falou para a ajinomota?

- Vamos ajinomato?

Qual e' o fim da picada?

- Quando o pernilongo vai embora.

O que um escorregador falou para o outro?

- Aqui os anus passam depressa.

Por que o jacaré tirou o jacarezinho da escola?

- Porque ele réptil.

Você conhece a piada do fotógrafo?

-Ainda não foi revelada.

O que o cromossomo disse pra cromossoma?

Cromossomos felizes!

Como um elétron atende o telefone?

- Próton?

Como os elétrons se suicidam?

- Pulando da ponte de hidrogênio.
Por que não se pode engolir um elétron?
- Porque ele tem "spin".

Como as enzimas se reproduzem?

- Uma enzima da outra.

Qual o sonho de toda cobra?

- Serpente.

O que é o que é ? É um monossílabo tônico, começa com C e termina com U e todo mundo só gosta quando ele está bem limpinho?

- O céu.

Você sabe qual é o contrário de volátil?

- Vem cá, sobrinho.

Qual e' o antônimo de fumo?

- Vortemo.
 Qual o vinho que não tem álcool?
- É ovinho de codorna.

Você sabe o que o tomate foi fazer no banco?

- Tirar extrato.

Como se fala top-less em chinês?

- Xem-xu-tian.

Qual é o pai da Malu Mader?

- O Malu Fader

Qual é a semelhança entre um sabonete e uma festa infantil?

- Em ambos, sempre tem um pentelho que ninguém sabe de quem é.

Você sabe como é que se tira leite do gato?

- Quando ele tiver tomando leite, basta puxar o pires!

O que fez um japonês quando teve seu pênis decapitado pela sua esposa ciumenta?

- Recorreu ao Tribunal de Pequenas Causas

Como se deixa um babaca curioso?

- Amanhã eu te conto!

Por que o Batman colocou o Bat-móvel no seguro?

- Porque ele tem medo que robin.

O que come o canibal vegetariano?

- A planta do pé e a batata da perna.

Qual a semelhança entre o Fluminense e o Guga?

- Ambos jogam mal na grama!

Qual era o problema do decorador quando ele procurou um médico?

- De coração

O Batman pegou seu bat-sapato social e seu bat-blazer. Onde ele foi?

- A um Bat-zado

Dois litros de leite atravessaram a rua e foram atropelados. Um morreu, o outro não, por que?

- Porque um deles era Longa Vida

O que é um macaco com uma pasta de executivo em cima de uma árvore?

- Um mico-empresário

Por que o elefante não pega fogo?

- Porque ele já é cinza

Se o cachorro tivesse religião, qual seria?

- Cao-domblé

O que o cavalo foi fazer no orelhão?

- Passar um trote

O que dá o cruzamento de pão, queijo e um macaco?

- X-panzé

Por que a plantinha não fala?

- Porque ela ainda é "mudinha"

O que a galinha foi fazer na igreja?

- Assistir a Missa do Galo.

Por que a célula foi ao psiquiatra?

- Porque ela tinha complexo de Golgi.

O que é o que é : Cai em pé e corre deitado?

- Não, não é a chuva! É uma minhoca de pára-quedas.

Por que a Coca-Cola e a Fanta se dão muito bem?

- Porque se a Fanta quebra, a Coca-Cola !

Por que não é bom guardar o quibe no freezer?

- Porque lá dentro ele esfirra.

Por que o Drácula usa suspensórios vermelhos?

- Para segurar as calças.

Por que o galo canta de olhos fechados?

- Porque ele já sabe a letra da música decor.

Um peixe foi jogado de cima de um prédio de 20 andares. Que peixe era esse?

- Aaaaaaaaaaaaaaaa Tum !

Estavam dois mercados voando. Aí um disse:

-"Peraí, mercado não voa !".
Um caiu no chão mas o outro continuou voando. Por quê?
- Porque era um Super-mercado !

Estavam dois caminhões voando. Aí um disse:

-"Peraí, caminhão não voa !".
Um caiu no chão mas o outro continuou voando. Por quê?
- Porque era um caminhão-pipa.

Estavam dois frangos voando. Aí um disse :

- "Peraí, frango não voa!".
Um caiu no chão mas o outro continuou voando. Por quê?
- Porque era um frango à passarinho.

Estavam dois sapos voando. Aí um disse :

- "Peraí, sapo não voa !".
Um caiu no chão mas o outro continuou voando. Por quê?
- Porque era surdo e não ouviu nada

Por que o japonês não sente frio quando dorme?

- Porque ele dorme com a japona.

Por que a vaca fica andando atrás do caminhão?

- Porque ela está interessada no vácuo.

Como o Batman faz para que abram a bat-caverna ?

- Ele bat-palma.

Por que as estrelas não fazem miau?

- Porque Astronomia.

O que o advogado do frango foi fazer na delegacia?

- Foi soltar a franga.

Por que a mulher do Hulk divorciou-se dele ?

- Porque ela queria um homem mais maduro...

O que é uma molécula ?

- É uma menina muito sapécula.

Qual é a parte do carro que se originou no Antigo Egito ?

- Os faraóis.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

cotidiano incomum





como segura um homem na cama

simplismente inacreditável o que esta criança consegue

teste do limão 

Tadinho das pequenas cobaias 


sei la 

Divertido por natureaza

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Literatura Marginal!!!

Ultimamente tinha lindo muito a respeito de literatura marginal entao resolvir correr atrás, e encontrei um material de significativa relevancia... 

OBS. Já tinha lidos alguns livros e nem sabia que eles se encaixavam no perfil q vc leram abaixo; se você já leu CAPAO PECADO concerteza vai entender o que estou dizendo.


Projeto dos escritores de regiões periféricas, que denominam seu trabalho de literatura marginal, é dar voz aos grupos excluídos da sociedade e formar pensamento crítico. Autores têm importante atuação cultural nas comunidades.

"A análise dessa literatura marginal exige que alguns parâmetros críticos sejam revistos, porque os textos destoam do padrão tido como culto, abusando do uso de gírias da periferia e com regras próprias de concordância, plural e ortografia" 

A literatura marginal mudou. Principalmente em relação à que surgiu nos anos 70. Segundo a antropóloga Érica Peçanha Nascimento, naquela época os autores eram pessoas da classe média e alta, que falavam sobre seu cotidiano de modo irônico. "Atualmente, o projeto dos escritores da literatura marginal é dar voz aos grupos excluídos da sociedade", diz. Érica é autora de um estudo de mestrado sobre o tema, apresentado na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

"Hoje eles querem denunciar a violência - principalmente a policial -, o alcoolismo nas famílias, a força do tráfico e a falta de perspectiva dos jovens", garante Érica. Por outro lado, buscam valorizar aspectos positivos da periferia, como solidariedade, o modo de falar e as gírias características, além das manifestações culturais que estão surgindo nesses lugares.

A expressão 'literatura marginal' foi escolhida por alguns escritores de periferias das grandes cidades brasileiras, cuja produção tem crescido e começa a ter algum destaque em diferentes espaços. "Eles se sentem à margem da sociedade devido às suas condições sociais de origem e aos problemas com a qual convivem no cotidiano, além de produzirem textos fora do padrão formal: usam gírias e ortografia próprias", explica a antropóloga.

Por meio de entrevistas e participação em eventos literários, Érica analisou a trajetória de três escritores da periferia de São Paulo, que ela considerava representativos dessa nova geração de escritores marginais: Ferréz, Sérgio Vaz e Sacolinha.

Aos 31 anos, Ferréz conseguiu chegar ao grande circuito editorial, com cinco livros publicados. O primeiro, Capão Pecado, é considerado um best-seller e já foi lançado até na Europa. O autor é o único que atinge dois públicos diferentes: o de classe média e alta, que tem contato com ele em eventos como a Bienal do Livro ou a Feira Literária de Paraty, e o público dos bairros de periferia, que encontra o escritor nos Centros Educacionais Unificados (CEU) em São Paulo, por exemplo.

Sérgio Vaz, com 42 anos, tem quatro livros publicados e ficou conhecido pelos saraus que organiza na Zona Sul da cidade. Sacolinha, pseudônimo de Ademiro Alves, tem 23 anos e criou, em 2002, o projeto Literatura no Brasil, que veio a tornar-se uma Associação Cultural. Além de produzir uma revista especializada com o mesmo nome, a Literatura no Brasil realiza fanzines e concursos literários. "Quando criou o projeto, Sacolinha acreditava que quem faz literatura de verdade no País são os rappers e os escritores da periferia, porque eles que abordam a dura realidade brasileira", conta Érica. O escritor, que é de Suzano (município da região metropolitana), foi importante por chamar a atenção para os autores que estão fora da cidade de São Paulo, acredita a pesquisadora.

Pensamento crítico
Além da denúncia, o objetivo desses escritores é formar pensamento crítico. "Eles se assemelham muito ao rap e ao hip hop ideológico nesse sentido", diz a Érica. "Por isso, é importante não dissociar a literatura da atuação cultural que eles desenvolvem". Enquanto Sacolinha criou a Associação Cultural, Sérgio Vaz organiza a Cooperifa, que reúne, semanalmente, cerca de 200 pessoas num boteco da Zona Sul de São Paulo para apresentações de literatura, música e teatro. Já Ferréz faz parte do projeto 1daSul, que, entre outras atividades, criou uma biblioteca comunitária e distribui livros e revistas gratuitamente em escolas, Febems, presídios, favelas, etc.

Érica lembra que a academia começa a voltar-se sobre o tema, que já virou linha de pesquisa de alguns professores. "A análise dessa literatura marginal exige que alguns parâmetros críticos sejam revistos, porque os textos destoam do padrão tido como culto, abusando do uso de gírias da periferia e com regras próprias de concordância, plural e ortografia", recomenda.

Textos dos escritores estudados podem ser encontrados nos seguintes blogs: ferrez.blogspot.com, sacolagraduado.blogspot.com e colecionadordepedras.blogspot.com, de Ferréz, Sacolinha e Sérgio Vaz, respectivamente.

Fiat revela detalhes do novo Uno

Com visual renovado, modelo estreará a linha de motores ‘Evo’.
Compacto estará disponível em quatro versões, todas com 4 portas.

A Fiat só lançará o novo Fiat Uno em maio, mas já divulgou, nesta quinta-feira (22), informações sobre o seu mais importante lançamento do ano — afinal o carro está desde sua estreia entre os modelos mais vendidos no mercado brasileiro. Com visual totalmente diferente, a marca aproveita a inovação para estrear dois novos motores: o Fire 1.0 Evo e o Fire 1.4 Evo, ambos flex.

De acordo com a Fiat, os propulsores “incorporam modernas tecnologias para garantir economia de combustível e também baixo nível de emissões”. O novo Fiat Uno estará disponível em quatro versões de acabamento, todas com quatro portas — Uno Vivace 1.0 Flex, Uno Way 1.0 Flex, Uno Attractive 1.4 Flex e Uno Way 1.4 Flex. Resta saber se com tanta novidade a fabricante conseguirá manter o preço mais baixo do país entre os carros nacionais, o grande 'segredo' do modelo até agora.

 

fonte G1

domingo, 28 de março de 2010

Até hoje é difícil para a mulher ser livre

  Divulgação
NO AR
Hilary Swank no papel de Amelia. Ela fez aulas de pilotagem

Hilary Swank: "Até hoje é difícil para a mulher ser livre"
A protagonista de "Amelia", filme sobre uma pioneira da aviação, compara a condição feminina de hoje à do início do século XX
Marcelo Bernardes, de Nova York
Com mais de 100 biografias lançadas e dezenas de teorias sobre seu desaparecimento em 1937, enquanto tentava cruzar o globo terrestre num avião Electra, Amelia Earhart, a primeira aviadora a atravessar o Atlântico sozinha, continua a fascinar os americanos. A atriz Hilary Swank, que interpreta essa pioneira da aviação numa cinebiografia dirigida pela indiana Mira Nair, também ficou obcecada. Leu diversos livros, assistiu a vários filmes e até aprendeu a pilotar aviões. A obsessão foi tanta que, em determinados momentos, Mira Nair tinha de intervir na caracterização de sua protagonista: “Hilary, por favor, seja menos Amelia!”. Amelia, porém, resulta numa cinebiografia burocrática. Mas ninguém pode culpar Hilary, que, aos 35 anos, já coleciona dois Oscars. Ela conversou com a reportagem de ÉPOCA na frente de um raro Electra, estacionado num aeroporto de Nova Jersey.
ENTREVISTA - HILARY SWANK

James White QUEM É
Nasceu no dia 30 de julho de 1974, em Washington, Estados Unidos. Separada do ator Chad Lowe, com quem viveu por dez anos, hoje namora seu empresário, John Campisi


O QUE FEZ
Em 1994, fez uma ponta em Karatê Kid. Venceu dois Oscars por Meninos não choram (2000) e Menina de ouro (2005). Virou sensação ao ser fotografada (com o Oscar ao lado) comendo cheeseburger numa lanchonete de Los Angeles, horas depois de ganhar o segundo Oscar

ÉPOCA – O que você descobriu sobre Amelia Earhart enquanto se preparava para interpretá-la?
Hilary Swank –
Tudo o que tinha aprendido sobre ela veio de livros de história. Mas não bastava. Pus pressão em mim mesma, pois é sempre uma tremenda responsabilidade interpretar alguém que existiu, e principalmente uma mulher tão icônica quanto Amelia. Mira Nair e eu ouvimos muitas das histórias sobre ela ao passar um dia com o Gore Vidal, que costumava dormir na casa de Amelia quando ele era pequeno. O que mais me chamou a atenção foi seu magnetismo. Ela é até hoje um mito. As pessoas a admiram por ela ter vivido a vida que quis ter. Ela nunca pediu desculpas por dizer: “Esta é minha vida, é assim que eu a vejo, e é assim que eu quero que as coisas sejam feitas”. Acho que isso é algo muito raro nos dias de hoje, especialmente para as mulheres.

ÉPOCA – Por quê?
Swank –
Nós ainda vivemos num mundo dominado pelos homens. Em diversos segmentos de nossa sociedade, os homens ainda conseguem levar a vida que eles querem, sem nenhum empecilho. As mulheres nem tanto assim. Até hoje é difícil para a mulher ser livre. Por isso é incrível ver uma mulher como Amelia, que viveu nos anos 20 e 30, quando as mulheres estavam começando a poder votar. A vida de Amelia foi curta, porém ela conquistou muita coisa. E isso funciona como uma espécie de lembrete para nós. A vida é uma só, então por que não vivê-la de nossa maneira? Um dia, paramos para pensar e nos surpreendemos com quantas coisas costumamos fazer só para agradar a nossa mãe, ao marido ou aos amigos. Com tanta interferência assim, é fácil perder o rumo de nossas prioridades mais pessoais.

ÉPOCA – Quando você cita que Amelia viveu a vida que ela queria, isso tem também a ver com o fato de ela ter tido um casamento aberto. Qual é sua opinião sobre ela ter tido um marido e um amante?
Swank –
O mais importante da decisão dela de transitar entre dois homens que a amavam é que ela não machucou nenhum dos dois. Tenho um respeito incondicional por pessoas que são honestas em relacionamentos e tendem a expressar livremente suas ideias e o que elas esperam de seu parceiro. Boa parte do que acontece em nossos relacionamentos amorosos é tentar decifrar a charada de quem somos nós dentro daquela relação e o que a outra pessoa representa para nós. Ter alguém que já decifrou esse mistério e sabe o que quer já é mais do que meio caminho andado – e algo muito raro (risos).

ÉPOCA – Você quis aprender a voar para fazer o filme. Como foi essa experiência?
Swank –
Seria totalmente errado interpretar Amelia Earhart sem saber pilotar. Quando somos pequenos, temos sempre aquela lembrança inesquecível de nossa experiência de aprender a ler e de andar de bicicleta sem rodinhas. Essas coisas deixam você eufórica. E aí você cresce, e o prazer das novas experiências diminui, a euforia se esvai. Quando decidi aprender a voar, fiquei muito eufórica. Você fica em contato com todos os seus sentidos, completamente imersa e focada em si mesma. Mas jamais poderia imaginar o monte de cálculos de que uma pessoa precisa para aprender a voar. Quando fiz meu primeiro pouso, minha camisa estava encharcada (risos). O Electra, avião de Amelia, era uma fera do ar, um aparelho muito difícil de pilotar, de manter no ar. É realmente extraordinária a travessia dela pelo mundo com aquele avião.

ÉPOCA – Recentemente, a atriz Uma Thurman disse que ficou tocada por sua performance e que você deveria ter sido indicada ao Oscar de Melhor Atriz.
Swank –
É sempre uma honra ouvir um elogio assim de uma atriz que você admira, como é o caso da Uma. Amelia sempre deu a maior força para outras mulheres aviadoras. Mas eu sinto que a maioria de nós, mulheres, nem sempre apoia a força e as conquistas de outras colegas de profissão.

ÉPOCA – Mulheres ainda são muito competitivas entre si?
Swank –
Mulheres poderosas costumam dar força e proteger as mulheres mais fracas, principalmente aquelas que estão sofrendo ou que vivem num plano de desigualdade. Mas, quando o assunto é a força de outra mulher, que vive num plano de igualdade, acredito que as mulheres ainda tendem a achar um pouco difícil de digerir o sucesso da colega e reconhecer isso publicamente. 
FONTE: Revista EPOCA

sábado, 20 de março de 2010

1 China - Equipes de resgate procuram por vítimas de um desabamento em Xangai. A estrutura metálica de um prédio em construção ruiu, provocando a queda de uma chapa de concreto. Dois operários morreram e um ficou ferido em estado grave, de acordo com as autoridades. A causa do aciden te será investigada
 
2 Austrália - 7h04 - Sete lanternas representando sete continentes são lançadas na baía de Sydney por ativistas da WWF, para lançar a contagem regressiva de uma semana para o dia no qual acontecerá a ação denominada Hora do Planeta. Essa ação, uma iniciativa sobre a mudança climática, convvida todos a apagar as luzes por uma hora, e acontecerá no dia 27 de março às 20h30, no horário de cada país 
 
3 China - 2h - A praça de Tianamen, um dos principais cartões postais de Pequim, aparece sob uma tempestade de areia na manhã deste sábado. A tempestade que atingiu o noroeste chinês nas últimas semanas chegou a Pequim na noite de sexta, com ventos fortes e toneladas de areia, segundo a agência de notícias Xinhua. De acordo com a Associated Press, os voos são prejudicados pela tempestade, que é a pior que atinge o país neste ano

Casal é proibido de fazer sexo à noite no Reino Unido



O casal de escoceses Alan e Fiona Hay está impedido pela polícia de fazer sexo entre 22h e 7h. Mesmo dividindo o mesmo teto e sentindo atração um pelo outro, eles são acusados de fazer muito barulho à noite.
Oficiais do conselho local foram até a residência dos Hay em Penicuik, na Escócia, e repassaram a reclamação dos vizinhos; mais precisamente de um menino que afirmou não conseguir dormir com os gemidos de Fiona.
O garoto teria levado a história para a sala de aula e sua professora fez o caso repercutir na cidade.
Alan foi até o órgão local para reclamar da proibição. "Nossas sessões de sexo duram de cinco a seis minutos. Isso não faz sentido, não gritamos", argumentou ele, que tem asma e sofre de epilepsia.
"Estou furiosa. Não faz sentido um homem e uma mulher serem proibidos de fazer sexo. Fazer amor e assistir televisão são nossos únicos luxos", bradou Fiona ao jornal "The Sun".


Reclamação de gemidos repercutiu na cidade.
Asmático, Alan Hay argumentou que sessões duram apenas 6 minutos.
Fonte. g1.com

quinta-feira, 18 de março de 2010

HILÁRIO

Bordel pega fogo e homem sai pelado pela janela do 4º andar
Homem foi resgatado pelado pelo Corpo de Bombeiros
Um homem pelado foi resgatado da janela do quarto andar de um bordel na Suíça. Segundo o jornal 'Blick', o prédio no centro de Basileia abriga uma casa de prostituição de transexuais.
O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar o fogo, mas não conseguiu tirar o homem da janela antes que muitos jornais e curiosos fotografassem sua nudez.
A vítima de 33 anos foi levada para o hospital e não se sabe se ele é um trabalhador do bordel, um cliente, ou uma pessoa que transitava pelo prédio coincidentemente na hora do incêndio.

Opinião: mais isso sim é ser um cara de muito pouca sorte hahahaha, vai namorar e acaba com a bunda nos blog do Brasil hahahaha canais de tv e tudo mais ...

domingo, 14 de março de 2010

"The Pacific", a série mais cara da história, estreia nos EUA

Los Angeles (EUA), 14 mar - "The Pacific", a série televisiva mais cara da história, com um orçamento de US$ 200 milhões e com a presença de Steven Spielberg e Tom Hanks como produtores executivos, estreia hoje à noite nos Estados Unidos no canal "HBO".
Trata-se de uma minissérie de dez capítulos e cerca de 600 minutos de duração que reconstitui a memória pessoal de três marines americanos (Robert Leckie, John Basilone e Eugene Sledge) durante o conflito entre EUA e Japão no litoral do Pacífico em plena Segunda Guerra Mundial.
Na série, os responsáveis por retratar esses personagens são os atores James Badge Dale, Jon Seda e Joe Mazzello - o menino protagonista de "Jurassic Park" (1993), produção também de Spielberg.
A base do enredo de "The Pacific" é semelhante à já tratada por Spielberg e Hanks, primeiro como diretor e protagonista em "O Resgate do Soldado Ryan" (1998) e depois, novamente como produtores executivos, na minissérie "Band of Brothers" (2001), também transmitida pela "HBO".
No final de fevereiro, foi transmitido o primeiro capítulo de "The Pacific" no Teatro Chinês de Hollywood, em um evento que ambos assistiram.
"Estou orgulhoso de que a "HBO" nos dê a oportunidade de contar algumas das histórias. Não todas, já que há milhões que ocorreram no Pacífico", manifestou Spielberg.
Diferente de filmes como "Pearl Harbor" (2001), onde se glorificava a reação americana diante do ataque do Japão à base naval dos EUA no Havaí, a série pretende homenagear os heróis americanos, mas também abordar a tragédia dos inimigos.
"Queríamos homenagear a coragem dos marines americanos na batalha", disse recentemente Hanks à revista "Time". "Mas também queríamos que as pessoas dissessem: 'não sabíamos que nossas tropas fizeram isso aos japoneses'".
Mais de 100 mil pessoas morreram quase instantaneamente em Hiroshima quando a bomba atômica lançada na manhã de 6 de agosto de 1945 pelo bombardeiro americano Enola Gay explodiu sobre o centro da cidade japonesa.
Ao final de 1945, o número de mortos subia para 140 mil em uma cidade cuja população nessa época não passava de 350 mil pessoas.
Em 9 de agosto de 1945, três dias depois do ataque contra Hiroshima, os EUA lançavam outra bomba atômica na cidade japonesa de Nagasaki. As tragédias acabaram precipitando a rendição incondicional do Japão na Segunda Guerra Mundial.
Após o ataque a Pearl Harbor, os EUA entraram na Segunda Guerra Mundial e, nos três anos e meio seguintes, o país mobilizou mais de 16 milhões de soldados, dos quais mais de 400 mil morreram e 672 mil ficaram feridos em batalhas no mundo todo.
A entrevista de Hanks à "Time" provocou certa polêmica em alguns setores da sociedade americana devido à comparação que o ator faz entre a Segunda Guerra e os atuais conflitos no Iraque e no Afeganistão.
"Na Segunda Guerra Mundial, víamos os japoneses como 'amarelos com olhos puxados' que acreditavam em vários deuses. Eles queriam nos matar porque nosso estilo de vida era diferente. E nós, em resposta, quisemos aniquilá-los porque eles eram diferentes. Soa familiar ao que ocorre hoje em dia?", perguntou-se Hanks.
O presidente americano, Barack Obama, figura entre os poucos privilegiados que já puderam ver uma prévia da série.
Na quinta-feira passada, Obama se reuniu na sala de exibições da Casa Branca com Hanks e Spielberg para ver os primeiros minutos da produção junto com a primeira-dama, Michelle Obama, o Conselheiro de Segurança Nacional, Jim Jones, e vários membros do Congresso.
Não se soube se a Obama agradou a série. Soube-se apenas que Hanks prometeu presentear a Casa Branca com uma nova máquina de café expresso, após constatar que a entregue aos assessores de imprensa em 2004 já está "nas últimas".
Fonte:uol

terça-feira, 9 de março de 2010


Enamorar-se...

A seta cruza o peito
Infectando-o com o veneno do amor
Agora todas as luas são cheias
Novas num crescente de beleza
O tempo perde o sentido, enlouquece
Quando tudo vira saudade
Nada importa mais
A paixão cobra todos os preços
Lágrimas, sorrisos e liberdade
Pagamos sem reclamar
Com o júbilo do naufrago resgatado


Todos os tons são azuis
Nuvens são liteiras carregando ninfas
Olhos deitam sobre o crepúsculo
Como a procurar o próprio destino
A vida é uma carruagem
Puxada por borboletas douradas
Ostentosa, radiante, magicamente bela
Findam-se todos os invernos
E a primavera brota em flores e pássaros
Onde o sol passeia com a brisa
Acariciando-nos a face


Bocas cheias de palavras
Calam-se esvaziadas em beijos
Enquanto a alma descansa
Aconchegada em outro peito
Tomada pela inexplicável
Alegria dos amantes
Porque amar é...
... Escrever um poema para Deus


(AlexSimas)

segunda-feira, 8 de março de 2010

Dia Internacional da MULHER!!!

O Dia Internacional da Mulher, celebrado em a 8 de março tem origem nas manifestações femininas por melhores condições de trabalho e direito de voto, no início do século XX, na Europa e nos Estados Unidos. A data foi adoptada pelas Nações Unidas, em 1975, para lembrar tanto as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres como as discriminações e as violências a que muitas mulheres ainda estão sujeitas em todo o mundo.
Desde então, a data também tem sido utilizada para fins meramente comerciais, perdendo-se parcialmente o significado original.
A ideia da existência de um dia internacional da mulher foi proposta na virada do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial, quando ocorre a incorporação da mão-de-obra feminina em massa, na indústria. As condições de trabalho, frequentemente insalubres e perigosas, eram motivo de frequentes protestos por parte dos trabalhadores. As operárias em fábricas de vestuário e indústria têxtil foram protagonistas de um desses protestos contra as más condições de trabalho e os baixos salários, em 8 de Março de 1857, em Nova Iorque.
Muitos outros protestos ocorreram nos anos seguintes, destacando-se o de 1908, quando 15.000 mulheres marcharam sobre a cidade de Nova Iorque, exigindo a redução de horário, melhores salários e direito ao voto.
O primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 28 de Fevereiro de 1909 nos Estados Unidos da América, por iniciativa do Partido Socialista da América.
Em 1910, ocorreu a primeira conferência internacional de mulheres, em Copenhaga, dirigida pela Internacional Socialista, quando foi aprovada proposta da socialista alemã Clara Zetkin, de instituição de um dia internacional da Mulher, embora nenhuma data tivesse sido especificada. No ano seguinte, o Dia Internacional da Mulher foi celebrado a 19 de Março, por mais de um milhão de pessoas, na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça.
Poucos dias depois, a 25 de Março de 1911, um incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist mataria 146 trabalhadores - a maioria costureiras. O número elevado de mortes foi atribuído às más condições de segurança do edifício. Este foi considerado como o pior incêndio da história de Nova Iorque, até 11 de setembro de 2001. Para Eva Blay, é provável que a morte das trabalhadoras da Triangle se tenha incorporado ao imaginário coletivo como sendo o fato que deu origem ao Dia Internacional da Mulher.
Na Rússia, as comemorações do Dia Internacional da Mulher foram o estopim da Revolução russa de 1917. Em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro pelo calendário juliano), a greve das operárias da indústria têxtilczar Nicolau II e contra a participação do país na Primeira Guerra MundialRevolução de Fevereiro. Leon Trotsky assim registrou o evento: contra a fome, contra o precipitou os acontecimentos que resultaram na “Em 23 de fevereiro (8 de março no calendário gregoriano) estavam planejadas ações revolucionárias. Pela manhã, a despeito das diretivas, as operárias têxteis deixaram o trabalho de várias fábricas e enviaram delegadas para solicitarem sustentação da greve. Todas saíram às ruas e a greve foi de massas. Mas não imaginávamos que este ‘dia das mulheres’ viria a inaugurar a revolução”.
Após a Revolução de Outubro, a feminista bolchevique Alexandra Kollontai persuadiu Lenin para torná-lo num dia oficial que, durante o período soviético permaneceu numa celebração da "heróica mulher trabalhadora". No entanto, o feriado rapidamente perderia a vertente política e tornar-se-ia numa ocasião em que os homens manifestavam a simpatia ou amor pelas mulheres da vida —; uma mistura das festas ocidentais do Dia das Mães e do Dia dos Namorados, com ofertas de prendas e flores dos homens às mulheres. O dia permanece como feriado oficial na Rússia, bem como na Bielorrússia, Macedónia, MoldáviaUcrânia). e
Quando a Tchecoslováquia integrava o Bloco Soviético (1948 - 1989), esta celebração foi apoiada pelo Partido Comunista da Tchecoslováquia, e foi gradualmente transformando-se em paródia. O MDŽ (Mezinárodní den žen, "Dia Internacional da Mulher" em checo) era então usado como instrumento de propaganda do partido, que esperava assim convencer as mulheres de que considerava as necessidades ao formular políticas sociais. Durante as últimas décadas, o MDŽ acabou por se tornar uma paródia de si próprio. A cada dia 8 de março, as mulheres ganhavam uma flor ou um presentinho do chefe. Assim, o propósito original da celebração perdeu-se completamente. A celebração ritualística do partido no Dia Internacional da Mulher tornou-se estereotipada e era mesmo ridicularizada pelo cinema e pela televisão, na antiga Checoslováquia. Após o colapso da União Soviética, o MDŽ foi rapidamente abandonado como mais um símbolo ridicularizado do antigo regime.
No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado durante as décadas de 1910 e 1920, mas esmoreceu, sendo revitalizado pelo movimento feminista da década de 1960.
1975 foi designado como o Ano Internacional da Mulher.

Lembre-se o dia internacional comemora-se hoje, mais o dia da mulher é e sempre será todos os dias, um excelente  dia todas!!!

quarta-feira, 3 de março de 2010

A verdadeira historia por trás do vice campeonato

O mesatenista ibotiramense, Eder Souza, chegou a duas finais da Iª Etapa do Campeonato Baiano de Tênis de Mesa, realizado dias 27 e 28 de fevereiro, em Lauro de Freitas, onde foi vice campeão nas duas apesar da inexperiência.
Na final da 6ª divisão competiu com o atleta Marcos Junior, de Itabuna, na 5ª divisão a luta foi com o atleta Fábio Costa da cidade de Itororó.
Chegar às finais não chegou a ser uma surpresa, comenta Jefferson Bastos, incentivador do esporte no município, uma vez que "Eder" vem desenvolvendo um ótimo treinamento técnico na AABB juntamente com os colegas de treino.
Sem patrocínio, Eder continua o treinamento específico para buscar melhores resultados na próxima etapa em Salvador. "Sei que posso ir mais longe". Comentou o mesatenista.
Já para Paulo Baumstark, Academia Geração Saúde, "Eder" é uma promessa do Tênis de Mesa de Ibotirama e com certeza irá ser um dos melhores da Bahia. 


Agora vamos a verdade por trás de vice campeonato .
Numa conversa informal o sacana me confidenciou hahahaha ta lascado miguxo rssss: Eder - eu jogo até hoje justamente pq perdia pro meu irmão mais velho, no começo o bicho nem queria deixar eu jogar dizendo que só atrapalhava o baba dos outros hoje em dia é ele quem chorahauHUAhuahUHAUahu viciei na intenção de quebrar ele ahuHAUhauHAU

terça-feira, 2 de março de 2010

Avatar a sequência (Navi)

O cineasta James Cameron confirmou nesta terça-feira (2) que dirigirá a sequência de "Avatar", que deve tratar da vida dos habitantes do planeta Pandora.
Cameron comentou que a segunda parte do blockbuster não deve ser chamar "Avatar 2", mas sim "Na'vi", nome dos habitantes do mundo criado pelo cineasta.
Responsável por filmes como "Titanic", "Aliens" e "Exterminador do futuro", ele assegurou que faz questão de dirigir a sequência, embora deixe aberta a
possibilidade para que outro diretor tome as rédeas do projeto, que deve ter ainda mais um capítulo completando a trilogia.
Cameron fez essas declarações ao site "Sci Fi Wire", durante a cerimônia do Visual Effects Society Awards, na qual recebeu uma homenagem por toda a sua carreira.
Além da sequência, esse ano Cameron ainda deve escrever um livro que servirá de precursor a "Avatar". Nele, o diretor planeja contar os fatos que antecederam a história contada no filme.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Ser gordinho tem suas vantagens hahahahahaha ... Mundo Bizzaro

O inglês Snaz Martin, 43, nunca agradeceu tanto o fato de cultivar uma "barriga de cerveja". Dono de um pub em Kent, no Reino Unido, ele foi atacado por um bêbado e salvo da morte pela gordura extra.


Foto: Reprodução/Kent on line

Gordura extra salvou Snaz Martin da morte (Foto: Reprodução/Kent on line)


Martin levou uma facada de um cliente bêbado, que se irritou ao ser expulso do bar. Os dois brigaram na porta do estabelecimento.

"Num primeiro momento, não percebi que fui esfaqueado. Somente quando voltei para o pub é que outros clientes me avisaram do sangue na minha camisa", recordou Martin.

Médicos do Medway Maritime Hospital disseram que o comerciante foi um homem sortudo, já que sua gordura extra impediu que a faca atingisse seus órgãos vitais.
"Não sou tão gordo assim. Peso apenas 82,5

sábado, 20 de fevereiro de 2010

VAMOS DIVULGAR PARA O MÁXIMO DE PESSOAS POSSÍVEL!!!

LIVROS EM PDF - ISSO NINGUEM DIVULGA
 
A REDE GLOBO NÃO DIVULGA NUNCA ! ! !
Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que está prestes a ser desativada por falta de acessos. Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:
· Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ;
· escutar músicas em MP3 de alta qualidade;
· Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia;
· ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA
· e muito mais....



Esse lugar existe!
O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso,basta acessar o site: www.dominiopublico.gov.br
Só de literatura portuguesa são 732 obras!
Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.
Divulgue para o máximo de pessoas!